Jornalismo

Jeffrey Wigand: o homem que sabia demais

poar01_wigand9605“The Insider” recebeu grande reconhecimento em 1999. Michael Mann vinha do ótimo “Fogo Contra Fogo”, Pacino ainda embarcava em bons projetos e Russell Crowe emendava um filme atrás do outro, antes de chegar ao Oscar por “Gladiador”, um ano depois de “The Insider”. O filme foi nomeado para 7 estatuetas mas não levou nenhuma.

Mais importante que isso é a história real de Jeffrey Wigand, ex-executivo da Brown & Williamson, a terceira maior companhia de tabaco dos Estados Unidos e a coragem que teve (e o inferno pelo qual passou) pra denunciar “práticas abusivas” da empresa, perjúrio e, enfim, ajudar a implodir uma das maiores indústrias do mundo num dos principais casos jornalísticos, políticos e empresariais das últimas décadas.

O artigo no qual o roteiro se baseou, publicado em 1996 pela revista Vanity Fair, está disponível completo online e é obrigatório para todos que se interessam por jornalismo investigativo e etc. Marie Brenner constrói um retrato fiel do labirinto kafkiano que Wigand teve que passar. Leia aqui.

A seguir, uma entrevista com Jeffrey por Charlie Rose:

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam