O que é “Ministério da Verdade”?

Conceito retirado do livro “1984”, de George Orwell, uma das principais distopias do século XX, o Ministério da Verdade (em Novilíngua, Miniver ou Minivero) é um dos quatro ministérios que compõem o governo da Oceania. Analogamente aos demais ministérios (Ministério do Amor, Ministério da Fartura, Ministério da Paz), o seu objetivo é exatamente o oposto da Verdade: este ministério é diretamente responsável pela falsificação da história. Em Novilíngua, porém, o nome é apropriado, já que “verdade” é aquilo que o Estado quer que seja verdade.

A referência, aqui, é uma provocação que serve para desnudar aquilo que se deseja que fique encoberto. No caso, análises independentes sobre todas as implicações do crime cometido pela Vale, BHP Billiton e Samarco em Mariana e em toda a extensão do Rio Doce e no Oceano Atlântico, atingindo milhões de pessoas e destruindo uma das principais bacias hidrográficas do país e com um dos 100 maiores rios do mundo.

O Miniver também publica artigos políticos (“há sempre política nas nossas ações”, diria a poeta polaca Wislawa Szymborska) e sobre temas variados, incluindo meio ambiente, Amazônia, povos indígenas, sustentabilidade, mineração, jornalismo, economia, filosofia e tudo mais que interessar.

Saiba mais sobre o Ministério da Verdade na Wikipedia.

Quem faz?

Maurício Angelo, jornalista.

Tom B, infográficos.

E vários colaboradores de perfis diferentes, como jornalistas, pesquisadores, professores, ativistas, organizações e instituições independentes, movimentos sociais, etc.

O Miniver é uma página de jornalismo colaborativo e combativo, sempre aberta a novas contribuições (texto, design, ideais, divulgação, parcerias, etc). Interessou? Mande um email.

Todo o conteúdo do site está sob licença Creative Commons 4.0 Não-comercial, o que significa que as matérias postadas aqui podem ser copiadas e compartilhadas em outros veículos e até adaptadas desde que: a fonte seja propriamente citada, com link, as alterações sejam assinaladas no novo post e seu uso não seja comercial. Saiba mais.