Falta transparência sobre os impactos da lama da Samarco no ecossistema, afirma pesquisador da UFES

Renato Neto é um dos pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) responsáveis pelo mais completo estudo feito até o momento sobre os impactos da lama da Samarco no Rio Doce, que foi entregue em julho ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio. Neto, que é PhD em oceanografia química pela universidade […]

Leia Mais