Filmes

Elephant Man

The Elephant Man – David Lynch – 1980 – ****

Difícil imaginar um diretor melhor que David Lynch para retratar a história de Joseph Merrick, o “homem elefante”. Sofrendo de uma combinação raríssima de doenças, a terrível vida de Merrick na Inglaterra vitoriana do final do século XIX (como era para a maioria da população da época) é retratada por Lynch com altíssimo apelo dramático. A soberba atuação de John Hurt (que perdeu o Oscar para o DeNiro de Raging Bull) é responsável por grande parte de seus méritos.

A magistral fotografia em PB e a música da película contribuem para o resultado final. No entanto, o apelo emocional enfraquece um pouco ao saber que Lynch “potencializou” muito do drama vivido por Merrick. Por exemplo, a opção de participar de um circo de horrores para ganhar a vida partiu do próprio Joseph. O que não deixa de ser suficientemente trágico (e, sejamos justos, a informação está presente nos extras do DVD, portanto é escancarada pelos realizadores).

Abaixo você confere galeria de fotos e um documentário sobre o verdadeiro Merrick, o trailer do filme e a belíssima cena final (não assista se já não tiver conferido o filme em si).

Leia Mais

Standard
Filmes

Mulholland Dr

Cidade Dos Sonhos – David Lynch – 2001 – ****

O “suspense dos sonhos” do diretor. Eventos “sobrenaturais”, sensações oníricas, conturbada estória de amor, mundo do cinema, do crime, dos fetiches, das aparências, do espetáculo. O estranho e inesperado. É como Lynch, a seu modo peculiar, constrói seu roteiro, com notável habilidade técnica e artística, envolvendo e conquistando o espectador. Naomi Watts, também, numa bela atuação. Interessante experiência.

Leia Mais

Standard
Filmes

Wild At Heart

Wild At Heart – David Lynch – 1990 – ****

Vencedor da Palma de Ouro do Festival de Cannes em 1990, “Coração Selvagem” é uma love story totalmente anti-convencional, ácida e de humor negro (ao contrário do anteriormente citado “Before Sunrise”), que só poderia ter saído da mente de David Lynch. Encontrando os típicos personagens bizarros de Lynch durante a jornada, Sailor e Lula “gone wild” tentando se manter vivos na brincadeira. Contém inúmeras referências diretas a “O Mágico de Oz”. Curiosamente, um dos melhores filmes “românticos” já feitos. Brilliant.

Leia Mais

Standard