Filmes

Reservoir Dogs

Cães de Aluguel – Quentin Tarantino – 1992 – ****

A estréia de Tarantino para o cinema mundial definiu também muitas das características que seriam exploradas posteriormente em seus filmes. A cena inicial, com uma mesa redonda de bandidos vestidos em seus smokings discutindo o sentido das músicas e a carreira de Madonna é sintomática. Reunindo uma gama de atores que se tornaram imediatamente uma espécie de “ícones”, Reservoir Dogs é um ótimo exemplo de como Tarantino trabalha suas influências cinematográficas, de cultura pop e também a parte técnica do cinema para gerar seu estilo próprio. E se é algo que Quentin tem, se existe uma palavra que o defina, é isto: estilo. Impossível não reconhecer um filme dele desde as primeiras cenas da projeção.

Seu surgimento foi um importante sopro de irreverência e ar fresco no cinema estadunidense, e, embora errando a mão em outros casos, Quentin permanece interessantíssimo.

Leia Mais

Standard
Filmes

Natural Born Killers

Natural Born Killers – Oliver Stone – 1994 – *****

Seu ritmo urgente e alucinógeno, totalmente adequado para a proposta e estilização que é feita, tem o suporte num Oliver Stone inspirado, trabalhando em cima de uma ótima estória de Quentin Tarantino, uma trilha sonora fantástica e um dos meus atores favoritos: Woody Harrelson. O estilo e as feições absolutamente únicas de Woody, meio “exóticas”, digamos, encontra respaldo num ator que transforma todo material que cai em suas mãos (e ele faz boas escolhas) em personagens e atuações marcantes.

Natural Born Killers revela-se ainda uma crítica ácida e pungente, de uma forma totalmente caótica-apocalíptica-falência do humano e das instituições no estilo “the world is fucking burning in nineties” acertadíssima, mesclando sua forma com o conteúdo e os diálogos que melhoram gradativamente. Um dos filmes chave da última década, sem dúvida.

Leia Mais

Standard